WARGAME

Na Venezuela existe uma oposição ao regime ditatorial chamada “Grupo de Lima”, que não reconhece a eleição de Maduro, e teoricamente seria um grupo de direita… aqui no Brasil, PT e PSOL não reconhecem a vitória de Bolsonaro e são considerados grupos de extrema esquerda. O acordo que Gleisi Hoffmann foi fechar com Nicolás Maduro, na sua posse, é justamente para que o PT/PSOL reconheçam o governo de Maduro e em contrapartida Maduro ignore o governo Bolsonaro, criando assim uma oposição, inclusive apoiada pela Rússia. A questão da base americana no Norte do Brasil é extremamente estratégica, pois é dali que pode surgir a grande tensão e uma possível guerra mundial.

checkmate-in-chess-e1421155519814

Anúncios

EFEITO COLATERAL

Devo confessar! Nas duas semanas que antecediam o 1º turno 2018, fui assolado por vários males, dentre eles: urticária, desarranjo intestinal, labirintite, dores musculares diversas, tensão, insônia… foi difícil de passar, e depois então, nem se fala. Saber que Jair Messias Bolsonaro era nitidamente traído pelo TSE e as urnas eletrônicas, e que a ideia de um FDP petista qualquer, ser facilmente eleito num 2º turno, causava-me pânico, ainda mais vendo as distorções da Lei de Benford do 1º turno.
Foram dias terríveis, donde eu, e outros tantos começávamos a traçar o plano G (saída por Guarulhos), procurando um refúgio no mundo, para recomeçarmos nossas vidas, longe do tiranismo que nos espreitava.
Agora, às vésperas do novo governo, a esquerdalha começa a sofrer os efeitos psicossomáticos que sentíamos lá trás: baixa estima, tristeza, depressão, angústia, ansiedade, sentimento de perseguição, etc… agora sabem o que é sofrer opressão social, e que se quiserem continuar com seus planos malévolos marxistas, deverão procurar outro país, mas qual? Cuba? Venezuela? Coreia do Norte? Garanto que nenhum comunista irá para algum destes países, para virar escravo de ditadores. A esquerda não tem mais para onde fugir, e sabem que aqui serão motivo de chacota nas ruas, nas salas de aula, no trabalho, no protesto, etc.
Casos como o do petista-terrorista suicida que matou várias pessoas na Catedral de Campinas, tornar-se-ão corriqueiros, afinal psicopatas não suportam serem encurralados… não sabem o que é resiliência, nem muito menos prezam pela vida de outrem. A diferença entre um boçal islâmico e um idiota petista, é que um grita “allahuakbar” e outro, “lulalivre”, mas o tamanho da sandice e da maldade é o mesmo.
Quanto à minha saúde, está cada dia melhor, pois agora tenho um norte, motivos para sonhar e muito a comemorar. É como que eu recuperasse uma vida roubada por anos, de volta.

domino-effect

E.M.I. EM AÇÃO

Você ficou curioso com a sigla e eu vou explicar: EMI (Efeito Multiplicador Imediato), é o termo criado por mim e usado para quando precisamos alcançar algo gigantesco, em pouco tempo, com poucos recursos e dependemos da união e concentração de esforços do máximo de pessoas com um único foco.
Nosso FOCO agora é: “A URNA ELETRÔNICA É FRAUDÁVEL SIM”. Sabemos que a fraude será muito maior que no primeiro turno, e não aceitaremos qualquer resultado que não seja a vitória do nosso candidato à presidência, Jair Messias Bolsonaro.
Como podemos utilizar o EMI?
Faça postagens sobre o FOCO, utilizando todos os seus recursos de rede, por exemplo: timeline do Facebook, grupos e páginas do Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp, etc. Coloque tudo o que encontrar sobre a fraude eleitoral nas urnas. Instigue as pessoas a compartilharem, e assim construirmos uma grande cadeia de informação focada num mesmo assunto.
Se você é eleitor de Bolsonaro, pode SIM ajudar a fazer isso, pelo menos uma vez na vida. FOQUE!

internet

VENEZUELA X BRASIL

Capturar

Eis algumas comparações de como o socialismo bolivariano venezuelano, vem acontecendo, sutilmente, no Brasil:

• Em 2013, Maduro exigiu o desarmamento da população e incentivou a criação de milícias armadas para proteger membros do poder. Os governantes do PT promoveram o mesmo. 63% da população brasileira defendeu o armamento civil mas passou a vigorar o Estatuto do Desarmamento e os Direitos Humanos reinterpretados com normas para proteger milicianos do PCC / CV e outras facções favorecendo o tráfico de drogas e armas pesadas para uso dos criminosos.
• As polícias venezuelanas foram unificadas na GNV (Guarda Nacional Bolivariana), comandada por cubanos. O Brasil aceitou o SUSP, Sistema Único de Segurança Pública (Lei Nº 13,675 no dia 11 de junho de 2018) comandado por um comunista (Raul Jungmann) membro do Foro de São Paulo.
• A fraude nas urnas eletrônicas elegeu Chavez e Maduro. A fraude eleitoral elegeu Lula, Dilma e quer eleger Haddad.
• O STJ venezuelano dominou o poder, apoiando o socialismo bolivariano. STF apoia a manutenção do processo de socialização no Brasil.
• O Congresso venezuelano perdeu força e muitos deputados renunciaram e foram perseguidos, presos e até assassinados. O Senado brasileiro não teve competência para questionar as cusparadas que o STF deu na Constituição.
• Nicolás Maduro promoveu perseguição a todos que votaram contra o regime castrista do socialismo bolivariano do Foro de São Paulo. O socialista Raul Jungmann está perseguindo todos que denunciaram a fraude dantesca ocorrida no 1º turno das eleições com o uso das urnas smartmatic.
• A imprensa venezuelana recebeu muito dinheiro para apoiar o poder. A mídia que não se curvou foi cassada, fechada e os jornalistas foram trabalhar fora do país. A imprensa brasileira recebe muita grana para apoiar o poder e faz questão de monitorar através de fact checking quem desafia o poder corrupto.
• Chavez, Maduro e políticos influentes da Venezuela, associaram-se ao tráfico de drogas e quebraram a PDVESA, empresa petrolífera associada à OPEP. Lula, Dilma e políticos influentes do Brasil, associaram-se ao tráfico de drogas (PCC/CV, Farc e Bolivia…) e quase quebraram a PETROBRÁS.

Enquanto o PT e os comunistas camuflados nos grandes partidos e instituições, nas universidades, nos sindicatos… Estiverem ativos participando das decisões, enquanto as mídias forem financiadas pelo governo, ONG’s estrangeiras e traficantes de drogas… O Brasil corre perigo.

É urgente a reestruturação do modelo político e o rompimento com o globalismo.

A FÓRMULA DA “VITÓRIA”

Estamos a menos de 20 dias do pleito eleitoral, e o temor de uma fraude astronômica nas urnas eletrônicas, põe em pânico grande parte do eleitorado. As pesquisas eleitorais já vêm fazendo o seu papel a dias, colocando o candidato Bolsonaro sempre muito abaixo do que é, e valorizando candidatos da esquerda, como Ciro e Haddad. Apoiados pela mídia esquerdizada, vão fazendo o papel perfeito para a geração de um segundo turno, que já começa a ser aceito por grande parte dos eleitores. Assim a fraude vai se consolidando, sob os olhos de todos, inclusive das Forças Armadas, que assistem de camarote a derrota do Brasil para o Foro de São Paulo.

Para concluir o golpe, agora é só colocar o programa malicioso dentro da urna eletrônica, antes de distribuí-las nas seções eleitorais, e pimba!  Está montado o cenário do segundo turno, aonde não existia.  A fórmula é infalível, e vem sendo utilizada em vários países aonde a Smartmatic passa, inclusive no próprio Brasil. O segundo turno e o empate técnico, transformará o Brasil no novo berço do comunismo mundial.

Jamais reclamem e nem digam que não foram previamente avisados.

mtitecnologia-urna-eletronica

RICHA SEM FORO

Beto Richa, ex-governador do Paraná e atual candidato ao Senado Federal, não se contenta em ser investigado numa só operação. Nesta terça, 11 de setembro, foi deflagrada a “Operação Piloto”, pela PF e outra operação promovida pelo GAECO, denominada “Patrulha no Campo”, que resultaram na prisão de vários integrantes do esquema familiar, incluindo a esposa e o irmão de Beto, Pepe Richa.

O foco das operações inclue desde propina paga pela Odebrecht, para a campanha ao governo do estado, relativa ao contrato não executado de duplicação da PR-323, até o superfaturamento de veículos e equipamentos do programa “Patrulha Rural”.

unnamed23